Poéticas gauchescas, políticas gauchas en el siglo XXI

  • María Alejandra Minelli Universidade Nacional de Comhaue
  • Branco Ruiz Universidade Nacional de Comahue

Resumo

No século XXI, na literatura argentina surgem textos que atualizam a dimensão política do gênero gauchesco e dialogam de maneira enfática com seus tons, lógica e motivos: Pablo Katchadjian em El Martín Fierro ordenado alfabéticamente (2007), Oscar Fariña em El guachoMartín Fierro (2011) e Gabriela Cabezón Cámara em La China Iron (2017). Esse trabalho propõe-se explorar as poéticas que, no XXI, reciclam o gênero gauchesco e retornam a seu repertório de elementos simbólicos ou conceptuais e a seus motivos: a fala popular, o “culto à coragem” e a relação do privado com o público e da cultura popular com a letrada. As operações que esses textos efetuam com o gênero gauchesco permitirão examinar variações poéticas que intensificam devires menores (Deleuze e Guattari) nas suas escritas, para reativar as lutas pelo poder interpretativo no campo das relações literatura/estado/gênero.

Publicado
2020-03-18
Como Citar
Alejandra Minelli, M., & Ruiz, B. (2020). Poéticas gauchescas, políticas gauchas en el siglo XXI. Revista Abehache, (16), 119-133. Recuperado de https://revistaabehache.com/ojs/index.php/abehache/article/view/298