Sentidos sobre o infantil no ensino de espanhol para crianças

Autores

  • Rodrigo da Silva Campos Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar reflexões teóricas sobre os sentidos de infância e criança a partir de um entendimento não essencializado e da criança como ser escolar e entendido como alguém passível de disciplinamento (GIMENO SACRISTÁN, 2005) e também mostrar um recorte da análise dos enunciados produzidos pelos sujeitos-criança participantes da Oficina de Espanhol para crianças do CAp-UERJ. Com tais crianças, conversamos a respeito de duas coleções de livros didáticos (Nuevo Recreo e Ventanita al Español). Os enunciados produzidos nessa conversa foram analisados a partir do modo como esses sujeitos-criança se posicionavam ao opinar. Nas falas das crianças com quem conversamos, elabora-se um rechaço a uma ideia de infantilização que tende a aparecer nas atividades dos livros analisados, de modo que se reivindica um ensino de língua adicional para crianças (LAC) que se afaste de uma ideia do infantil como algo menor ou mais simples.

 

Palavras-chave: Ensino de línguas adicionais para crianças; Infância; Livro didático

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-07-2022

Como Citar

da Silva Campos, R. (2022). Sentidos sobre o infantil no ensino de espanhol para crianças. Revista Abehache, (21). Recuperado de https://revistaabehache.com/ojs/index.php/abehache/article/view/419