Descrição e didatização de sons em espanhol:

um estudo com sujeitos-aprendizes da Baixada Fluminense

Autores

  • Maristela Pinto Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Mariana Barrozo

Resumo

Como professoras de língua espanhola, muito nos interessa e instiga o ensino-aprendizagem dessa língua, em especial, no que concerne à oralidade. Desse modo, nos debruçamos nesse artigo a cumprir dois grandes objetivos, a saber: (i) verificar se os sujeitos-aprendizes de espanhol como língua estrangeira realizam transferências fonéticas de sua língua materna quando realizam determinados sons/fones em sua língua alvo, (ii) analisar se essas transferências, caso hajam, são minimizadas ou até extintas após os sujeitos serem expostos à nossa metodologia intitulada “Descrição e Didatização de sons em espanhol”. Vale dizer que essa metodologia se divide em 5 (cinco) etapas: 1. tomada de consciência por parte do sujeito-aprendiz de como realiza os sons em Espanhol como LE e em como se esperava que este realizasse na língua alvo; 2. descrição articulatória dos fones/sons, 3. Percepção da realização dos sons; 4. repetição mimética/treinamento dos sons; 5. Produção, desses sons,calcada na atenção.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05-07-2021

Como Citar

Pinto, M., & Barrozo, M. (2021). Descrição e didatização de sons em espanhol: : um estudo com sujeitos-aprendizes da Baixada Fluminense. Revista Abehache, (18), 130–151. Recuperado de https://revistaabehache.com/ojs/index.php/abehache/article/view/334