As quatro ondas do hispanismo no Brasil

Autores

  • Márcia Paraquett

Resumo

Pelo fato do texto ter sido produzido para celebrar os 20 anos da Associação Brasileira de Hispanistas (ABH), fundada em 2000, a proposta é recuperar os projetos e ações que explicam o hispanismo no Brasil, desde os seus primórdios. O título se inspira nos estudos do feminismo, dividido em quatro ondas pela maioria das pesquisadoras. No caso do hispanismo no Brasil, entendo que já passamos por quatro ondas, organizadas da seguinte maneira: a primeira onda começaria com Antenor Nascente e terminaria no fim das Licenciaturas em Letras Neolatinas; a segunda onda iniciaria com as Licenciaturas Duplas (Português-Espanhol) e terminaria com a fundação das APE; a terceira onda começaria com a fundação da ABH, seguindo até a revogação da Lei 11.161/2005; e a quarta onda iniciaria com a criação do movimento #FicaEspanhol. Cada uma dessas ondas apresenta características próprias, comprovando que o hispanismo no Brasil vem crescendo na área do ensino e da pesquisa, além de apresentar mudanças relevantes no que tange à compreensão do que é ensinar, aprender e pesquisar em língua espanhola no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-09-22

Como Citar

Paraquett, M. (2020). As quatro ondas do hispanismo no Brasil. Revista Abehache, (17). Recuperado de https://revistaabehache.com/ojs/index.php/abehache/article/view/347