Au Revoir, Blas de Otero: o primeiro exílio do poeta em Paris

El primer exilio del poeta en París

Autores

  • Raphael Boccardo USP

Resumo

Este artigo tem como proposta desenhar e analisar a trajetória de Blas de Otero na década de 1940, durante o Pós-Guerra Civil Espanhola, desde seu primeiro contato com as revistas literárias Espadaña e Garcilaso, até a publicação de sua primeira grande obra Ángel fieramente humano, censurada por órgãos estatais espanhóis e que teve negada a premiação no Prêmio “Adonais”, organizada por José Luis Cano. Esta censura culminou no primeiro exílio de Blas de Otero da Espanha para Paris, que levou a uma transformação tanto em sua visão de mundo quanto na produção formal e estética de suas poesias. Este estudo sobre seu exílio serve como uma contribuição para uma área ainda pouco explorada pelos críticos literários da obra de Blas de Otero.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

28-07-2022

Como Citar

Boccardo, R. (2022). Au Revoir, Blas de Otero: o primeiro exílio do poeta em Paris: El primer exilio del poeta en París. Revista Abehache, (21). Recuperado de https://revistaabehache.com/ojs/index.php/abehache/article/view/400